Futebol Robótico: A Ciência para Além do Futebol

Por Pedro Lima (ISR/IST)


Quando, em Maio de 1997, o robot Deep Blue da IBM derrotou o campeão mundial de xadrez humano, virou-se uma nova página na investigação em Inteligência Artificial (IA). Um desafio estabelecido 40 anos antes, com o objectivo de mostrar que um computador poderia competir com humanos num jogo que supostamente requer uma inteligência acima da média, havia sido vencido. Quase simultaneamente, investigadores de IA e Robótica começavam a conceber um novo desafio. Era fundamental ir para além do jogo de xadrez jogado por um computador sem  sensores para perceber o estado do jogo olhando para o tabuleiro de xadrez, nem actuadoes para movimentar as peças. O novo desafio deveria lidar com um ambiente dinâmico, o qual robots teriam que compreender usando os seus sensores, e com o qual teriam que interagir usando os seus actuadoes. Mais: deveria incluir adversários que procurariam ganhar o jogo disputado com esses robots. O futebol, pela sua popularidade, por ser um jogo colectivo e não individual, e dado as suas regras e peculiaridades serem tão conhecidas mundialmente, representando uma metáfora para muitos dos problemas presentes em robótica colectiva, foi a escolha natural. O desafio? Nada mais nada menos que desenvolver uma equipa de robotz capaz de derrotar a equipa humana campeã mundial de futebol em 2050!

O ISR/IST, através do seu grupo de Sistemas Inteligentes, está profundamente envolvido neste excitante desafio científico desde 1997, tendo participado em várias edições do RoboCup, fazendo parte da sua organização mundial e tendo mesmo organizado em Portugal a edição de 2004. Nesta palestra visitaremos muitos dos problemas científicos e tecnológicos que têm guiado a nossa investigação em sistemas multi-robot usando o futebol robótico como caso de estudo, em anos recentes, estabelecendo uma ponte entre a forma como as soluções para esses problemas representam uma forma de construir colectivos robóticos (sociedades artificiais) e a inspiração ocasional noutras ciências, incluindo as humanas e sociais, para as conceber.

.

Indicações Bibliográficas

“Robocup: The robot world cup initiative”, H Kitano, M Asada, Y Kuniyoshi, I Noda, E Osawa - Proceedings of the first international conference on Autonomous agents, 1997

“Multi-Robot Systems”, Pedro Lima, Luís Custódio, Chapter I of Innovations in Robot Mobility and Control, S. Patnaik, S. Tzafestas (Eds.). Springer Verlag, Berlin, 2006

“RoboCup 2004 Competitions and Symposium: A Small Kick for Robots, a Giant Score for Science”, Pedro Lima, Luís Custódio, I. Akin, A. Jacoff, G. Kraezschmar, B. Kiat Ng, O. Obst, T. Röfer, Y. Takahashi, C. Zhou, AI-Magazine, Vol. 6, Nº 2, 2005

pedrolimaProfessor Pedro Lima proferindo a sua conferência.

***

Seguem-se o vídeo desta conferência e os slides usados na ocasião. A reconstituição da conferência é possível combinando o uso destes dois recursos: mudar os slides manualmente à medida que a palestra avança.

(Nota: nem todos os slides serão correctamente visionáveis.)

[Regressar à página da Sessão 3]